TEM comemorou 50 anos com grande show no Vasques

O TEM (Teatro Experimental Mogiano) comemorou, no dia 15 de novembro, seus 50 anos de existência e marcou a data com um grande show no Teatro Vasques. O Show dos 50 anos foi preparado durante alguns meses e teve a participação de cinco grupos teatrais de Mogi que se encarregaram de apresentar trechos de algumas das peças encenadas pelo TEM nos anos 60 e 70. Participaram do espetáculo, que uniu poesia, música, teatro e história, os seguintes grupos: TPE (Teatro Paulista dos Estudantes), Grupo Teatral Protuberância, Grupo Teatral TWL Ousadia, Tumc (Teatro da Universidade de Mogi das Cruzes), Grupo Teatral Palco e Arte e integrantes da velha e nova geração do próprio TEM.

todos no palco show TEM 2

Todos no palco para comemorar os 50 anos do TEM

 

Alguns fundadores da trupe que comemorou o jubileu de ouro fizeram a apresentação, comentários e contaram, por meio de músicas e cenas de peças que integraram o repertório do TEM, a história da criação, trajetória, prêmios e lutas dos estudantes que montaram e deram vida a um dos mais antigos grupos teatrais amadores do país.

O TPE (Teatro Paulista dos Estudantes) apresentou a primeira cena ensaiada pelo TEM, em 1965, do texto Tiradentes em Tempos de Inconfidência, de Milton Feliciano, e que foi proibido pela censura da época. Ela incluia a expressão “jogar arena”, tirada da famosa peça Arena Conta Zumbi, de Gianfrancesco Guarnieri e Augusto Boal, que inspirou alguns estudantes mogianos a formar o TEM.

cena de Tiradentes TPE

Cena de Tiradentes em Tempos de Inconfidência com o TPE

 

O grupo Protuberância, da Etec Getúlio Vargas, apresentou a cena de Um Deus Dormiu Lá em Casa. Uma parte de As Sabichonas teve direção da atriz Amair Campos Padgurshi com participação de diversas pessoas, como ela e da velha guarda do TEM.

Algumas músicas compostas por integrantes do grupo, como Miguel Collela Neto, Marco Antonio Nahum, Orivaldo Lopes e Toninho Ferreira foram destaque no Show dos 50 anos e ilustraram cenas de peças como a que foi encenada pelo TWL Ousadia que fará A Bruxinha Que Era Boa. Também houve holofotes para uma cena de A Ver Estrelas, texto infanto juvenil de João Falcão, no qual a nova geração do TEM já apresentou a peça fazendo com que a platéia acompanhasse a ação, seguindo a história se deslocando por um casarão.

 

todos no palco show TEM

O show contou a história do grupo com muita música

Outra grande atração do espetáculo foi a apresentação de um trecho da peça Se Tivéssemos Tempo, de Nelson Albissu, autor que entrou para o TEM pelas mãos de Clarice Jorge, em 1985, com os atores Gil Fuentes e Maria Amélia Montoni Guedes.

O espetáculo foi dividido em duas partes e durou três horas.

 Nas fotos abaixo, fundadores e integrantes do TEM logo após o show; composições de Orivaldo Lopes e Miguel Colella Neto foram ouvidas; cena de As Sabichonas e atores do coral do TEM

 

Mais comemorações

Os 50 anos do TEM também foram comemorados na 2ª Flisi- Feira Literária Serra do Itapety, na manhã do mesmo dia 15, no Parque Centenário. Lá, às 9h, no espaço Cidade Irmãs, houve a premiação do Concurso Literário do Jubileu de Ouro aos selecionados nas categorias poesia, crônica e conto. Os cinco vencedores de cada uma delas tiveram seus trabalhos compilados em um livro que foi lançado na mesma solenidade. Eles são de várias partes do país e podem ser conhecidos neste blog em matéria publicada no dia 4 de setembro de 2015.

Quem quiser adquirir o livro pode solicitar pelo email tem.literatura@gmail.com. Cada exemplar custa R$ 15.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s